• .
    CULTURA
  • .
    EDUCAÇÃO
  • .
    INVESTIGAÇÃO
  • .
    TECNOLOGIA
  • .

    FAAN - 10 ANOS
powered by negetics

Bem-vindo à FAAN

Seja bem-vindo ao portal da Fundação Dr. António Agostinho Neto, nosso objectivo é promover a pesquisa e divulgação da vida e da obra do Dr. António Agostinho Neto; Promover actividades para melhorar o bem-estar e a condição dos angolanos; A promoção da educação, da ciência, da tecnologia e da cultura, para incentivar a criação e a inovação, de todo o tipo e sob todas as formas, e a investigação científica e tecnológica.

Versão para impressão
PDF

EVOCAÇÃO de MANUEL FERREIRA

                                                                                        Pires Laranjeira

                                                                                        (Univ. de Coimbra)


   alt Manuel Ferreira (que nasceu, em 1917, no concelho de Leiria, e faleceu, em 1992, em Lisboa) foi o fundador dos estudos literários africanos em Portugal, enquanto atividade pós-colonial (isto é, descolonizada antes das independências), pois viveu em Cabo Verde, na década de 40 do século XX, e ali contribuiu para o surgimento do movimento em torno da revista Certeza (1944), tendo publicado trabalhos a partir dessa vivência.
Como escritor do neo-realismo português, publicou dois livros, os contos de Grei e o romance A casa dos Motas e, como escritor de Cabo Verde, os contos de Morna, Morabeza e Terra trazida, e os romances Hora di bai e Voz de prisão, além de seis livros de literatura infantil. O último romance foi inovador, inclusive devido a algum experimentalismo, sem abandono da componente de engajamento sócio-político. Ainda jovem, coordenou as páginas culturais de um jornal de Águeda. Entre tantas atividades, foi presidente da Associação Portuguesa de Escritores, colaborador da RTP, militar de carreira e militante anti-fascista. Os seus principais trabalhos de escrita e a organização de uma editora e uma revista, sobretudo depois da reinstauração da democracia, realizou-os na sua casa de Linda-a-Velha e, à noite, no café do bairro, onde tinha mesa cativa, graças à sua afabilidade e conceituação.

Versão para impressão
PDF

Intervenção da Fundação Dr. António Agostinho Neto na pessoa da PCA, Dra. Irene Neto, no lançamento

do DVD “Angolanos falam de Agostinho Neto”, em Luanda, 25 de Maio de 2016.

alt

Na data em que comemoramos mais um dia de orgulho africano, celebrando o “Dia de África”, prestamos tributo aos pais das Independências de África nos anos 60 do século XX, os 17 países iniciais que deram o mote e tornaram possível aos povos africanos reerguer-se e caminhar de cabeça levantada. Sacudindo a poeira e as teias de aranha da memória, inclinámo-nos ante a memória de Kwame Nkrumah do Gana, Julius Nyerere da Tanzânia, Sekou Touré da Guiné Conackry, Léopold Senghor do Senegal, Fulbert Youlou do Congo, Abubacar Balewa da Nigéria, Sylvanus Olympio do Togo, Joseph Kasavubu da RDC, Modibo Keita do Mali, Houphouët-Boigny da Costa do Marfim, Léon M´Ba do Gabão, entre outros.

Versão para impressão
PDF

LANÇAMENTO DO DVD ANGOLANOS FALAM DE AGOSTINHO NETO

Em Luanda, 25 de Maio de 2016, fez-se o lançamento do 1º volume de depoimentos de angolanos perante uma audiência bastante diversificada e muito participativa. Foram momentos de grata rememoração e franco falar.

    alt alt

alt alt 

Prémio de Investigação

 Logo Prémio de Investigação Histórica

Jovens Escritores

REDES SOCIAIS

SUBSCREVER NEWSLETTER

Nome:
Email: