• .
    CULTURA
  • .
    EDUCAÇÃO
  • .
    INVESTIGAÇÃO
  • .
    TECNOLOGIA
  • .

    AGOSTINHO NETO 90 ANOS
powered by negetics

Bem-vindo à FAAN

Seja bem-vindo ao portal da Fundação Dr. António Agostinho Neto, nosso objectivo é promover a pesquisa e divulgação da vida e da obra do Dr. António Agostinho Neto; Promover actividades para melhorar o bem-estar e a condição dos angolanos; A promoção da educação, da ciência, da tecnologia e da cultura, para incentivar a criação e a inovação, de todo o tipo e sob todas as formas, e a investigação científica e tecnológica.

Versão para impressão
PDF

AGOSTINHO NETO E A LUTA DE LIBERTAÇÃO NA ÁFRICA AUSTRAL, General Miguel Júnior

alt

A luta de libertação em África foi um facto e ela está registada na história do continente. Mas a luta de libertação dos povos de África compreendeu vários momentos e abarcou diferentes forças políticas. Entre estas forças políticas umas optaram pela luta política e outras pela luta política e armada. A luta armada foi escolhida de modo a acelerar o processo da libertação do continente do jugo colonial. Nestas condições alguns movimentos de libertação das colónias portuguesas também escolheram o caminho da luta armada.

Versão para impressão
PDF

25 DE SETEMBRO, DIA DO TRABALHADOR DA SAÚDE EM ANGOLA

AGOSTINHO NETO, "KILAMBA", AMÉRICO DIÓGENES BOAVIDA E MATEUS JERÓNIMO "KIAPERDELA" NA 3 REGIÃO MILITAR, MANDUMBE III, MOXICO

alt
A 25 de Setembro de 1968, em plena luta de libertação nacional liderada pelo patrono da FAAN, morria em combate, Américo Alberto de Barros e Assis Boavida, após ter sido vítima de um bombardeamento da Força Aérea colonial portuguesa, quando em serviço de assistência médica aos guerrilheiros e populares, na Frente-Leste de Angola, onde o MPLA tinha uma base denominada "Hanói II", em que o mo se encontrava.

Versão para impressão
PDF

Percurso de Neto seguido em São Tomé

alt

O percurso político e literário de António Agostinho Neto, primeiro Presidente de Angola, foi tema de uma palestra, que juntou, em São Tomé, governantes, escritores, professores, empresários, religiosos e representantes da sociedade civil.

Foi orador John Bella, escritor e declamador angolano, que destacou as diferentes facetas de Neto e o papel que desempenhou no processo de libertação de Angola e de outros países do continente. Já o Embaixador de Angola no arquipélago, Alfredo Mingas, particularizou também o carácter africanista de Agostinho Neto. Entres os presentes no evento contavam-se os ministros da Defesa, Negócios Estrangeiros e da Educação e Cultura de São Tomé e Príncipe.

 In Jornal de Angola

Seja nosso parceiro

Jovens Escritores

REDES SOCIAIS

SUBSCREVER NEWSLETTER

Nome:
Email: