• .
    CULTURA
  • .
    EDUCAÇÃO
  • .
    INVESTIGAÇÃO
  • .
    TECNOLOGIA
  • .

    AGOSTINHO NETO 90 ANOS
powered by negetics

Bem-vindo à FAAN

Seja bem-vindo ao portal da Fundação Dr. António Agostinho Neto, nosso objectivo é promover a pesquisa e divulgação da vida e da obra do Dr. António Agostinho Neto; Promover actividades para melhorar o bem-estar e a condição dos angolanos; A promoção da educação, da ciência, da tecnologia e da cultura, para incentivar a criação e a inovação, de todo o tipo e sob todas as formas, e a investigação científica e tecnológica.

Versão para impressão
PDF

Lançamento do livro “De Todos Se Faz Um País” e do DVD “Namibianos Falam de Agostinho Neto”

 

A Fundação Dr. António Agostinho Neto, em colaboração com a União dos Escritores Angolanos, procede ao lançamento do livro intitulado “De Todos Se Faz Um País” da autoria do escritor moçambicano Óscar Monteiro, no dia 27.02.15., sexta-feira às 16h no Memorial Dr. António Agostinho Neto, em Luanda.

                       alt alt

A obra que traz a chancela da UEA, inserida na sua colecção Praxis comporta 224 páginas, divididas em 27 títulos secundários. Destes chama-nos atenção o subtítulo com o nome “ANGOLA! É NOSSA! … Agora é a nossa vez de cantar…”. Nesta narrativa, o autor descreve uma parte importante epopeia da luta de libertação em Angola, liderada pelo Presidente Neto, assim como todo um mar de dificuldades enfrentadas naquela altura, quer antes, durante e pouco tempo depois do alcance da independência nacional.

Versão para impressão
PDF

(…) A MARIMBA E AO QUISSANGE AO NOSSO CARNAVAL HAVEMOS DE VOLTAR (…)

 

As três linhas acima transcritas que dão título ao texto foram retiradas no poema intitulado “Havemos de Voltar” do livro Sagrada Esperança, de Agostinho Neto, escrito em 1960, na cadeia do Aljube de Lisboa, onde o poeta tinha sido encarcerado em função da sua luta, pela causa do povo angolano.

A palavra carnaval provém do latim “carne vale”, ou seja adeus a carne, festejado em período de três dias que antecedem o início da quaresma, entre os católicos. Neste período há um jejum e abstinência a determinadas coisas, cujas disposições preliminares festejadas com pompa e alegoria.

Embora sua origem não ser muito precisa acredita-se que o mesmo tenha nascido na Grécia, em meados dos anos 50 a 500 a.C., portanto, anterior a religião cristã. Ao celebrarem, os helénicos prestavam culto aos seus deuses agradecendo-lhes, por tudo quanto lhes acreditavam proporcionar. Só mais tarde então fora adoptada pela igreja católica, passando a ser festejada pelo mundo ocidental. Nesta parte do globo, os franceses destacaram-se já na era moderna, com o concurso de várias cidades gaulesas, até espalhar-se para outros pontos do Universo.

    alt alt

Versão para impressão
PDF

LANÇAMENTO DO LIVRO A REVOLUÇÃO DE AURÉLIO


No âmbito do 40º Aniversário da Independência Nacional, a Fundação Dr. António Agostinho Neto (FAAN) vai efectuar a publicação do livro Infanto-Juvenil intitulado “A Revolução de Aurélio”, da autoria de Cláudio Pedro António e com ilustrações de Abraão Eba. 

alt alt

Seja nosso parceiro

Jovens Escritores

REDES SOCIAIS

SUBSCREVER NEWSLETTER

Nome:
Email: